As orquídeas mais raras do mundo

2

A orquídea está entre os tipos de flores mais belas e desejadas do mundo. Com cerca de 35 mil espécies espalhadas por todos os continentes, algumas se destacam por sua exuberância, raridade e, acredite ou não, valor astronômico. Confira essas três espécies de orquídea que são tão raras, que seu bulbos podem custar o mesmo que uma viagem para o exterior:

Cattleya walkeriana, ou “feiticeira”

Com simetria perfeita, em forma de gota, esta espécie brasileira, encontrada na década de 1960, nunca mais foi vista na natureza e se tornou ainda mais rara pela impossibilidade de reprodução em série através de sementes ou meristema (as duas formas de reprodução das orquídeas). As sementes da feiticeira são inférteis e a multiplicação por meristema resulta em clones imperfeitos. Por todas estas razões, aqui no Brasil, ela pode custar em torno de 1.500 reais.

Orquídea Dourada de Kinabalu

Em beira de extinção e encontrada somente em uma pequena área do Parque Nacional de Kinabalu, na ilha de Bornéu, na Malásia, a Orquídea Dourada de Kinabalu pode demorar até 15 anos para florescer e se desenvolve somente em lugares úmidos, durante a primavera. De pétalas verdes com manchas vermelhas, ela é considerada uma das espécies mais belas e seus bulbos são vendidos por até 9 mil reais.

Orquídea Shenzhen Nongke

Criada em laboratório, esta orquídea de pétalas amarelas, com detalhes em vermelho, é fruto de 8 anos de pesquisas do grupo chinês Shenzhen Nongke. A sua raridade vem justamente da maneira com que foi produzida: por mãos humanas. A espécie não pode ser encontrada na natureza e um de seus exemplares foi arrematado pela bagatela de € 193.150 mil (mais de R$ 800 mil).

O que achou? Você gosta de orquídeas? Gastaria tanto dinheiro em uma espécie rara? Conta pra gente nos comentários!

2 thoughts on “As orquídeas mais raras do mundo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CAPTCHA *