Drones: tecnologia na agricultura

drone agricultura

Você sabe o que é um drone? Ele é uma “mini” aeronave não tripulada que foi criada, inicialmente, para usos militares. A tradução do termo “drone” significa “zangão”! Com o acesso a essa tecnologia e sua diversificação, o drone já ajuda diversos agricultores a cuidarem da lavoura com um “bater de asas”.

O Brasil é um dos países pioneiros no uso de drones – também chamados de “vants” (veículo aéreo não tripulado) – para a agricultura, mostrando que além do desenvolvimento bélico, ele também pode ser muito útil em missões pacíficas. O que antes teria que ser feito a pé ou com visualização aérea em aeronaves tripuladas agora pode ser feito com essa tecnologia.

Esses pequenos aviões ajudam o agricultor a encontrar falhas na lavoura, áreas onde aja má irrigação e até mesmo áreas que precisem da aplicação de agrotóxicos. Equipados com câmeras de alta definição, seu tamanho e peso proporciona um desempenho muito melhor, podendo chegar bem perto das plantas com muito mais agilidade.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) tem esse tipo de pesquisa aérea em sua pauta desde 1998 e agora está vendo a chance de, finalmente, terminar com os mapas aéreos e conseguir identificar as pragas que atacam as mais diferentes lavouras. Com o avanço dessa tecnologia e a redução de seu preço, sites de notícias especializados em agricultura indicam uma aposta de crescimento em torno de 15% na produtividade das lavouras analisadas com os drones.

Quando aliados a softwares de precisão, as imagens captadas pelos drones podem ser ainda mais precisas e diminuem muito o tempo que o trabalhador levaria fazendo essa checagem manualmente. Sem contar que os dados adquiridos são muito mais precisos. Para quem achava que a modernização das lavouras já havia acontecido alguns anos atrás, nada previa esse e os demais avanços que ainda estão para chegar. Fiquem ligados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA *