Histórias de vida: Ideias que Florescem

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro é o cenário da websérie Ideias que Florescem, que conta a história de jovens que tiveram suas vidas transformadas através do projeto Pró-Florescer. O segundo episódio apresenta algumas histórias desses participantes.

 A jardinagem transformando vidas

 “A força da natureza não vem se você não perceber. Você tem que perceber ela. Assim é a vida.” Em 1997, Jonas Araújo saiu das ruas e começou a ter aulas de jardinagem no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Depois fez estágios, deu aulas e hoje atua como jardineiro.

Jéssica Alvez é uma das alunas do Pré-Florescer e conheceu o projeto através de duas amigas moradoras da região. Por ter facilidade em biologia e botânica, ela logo ficou interessada na proposta de aprender uma profissão em contato com a natureza.

O aluno André Guimarães considera o projeto um lugar acolhedor, onde ele aprende muito e faz amizades. “Com certeza a partir do momento que entrei aqui eu criei muitos amigos e muitos vínculos”, comenta.

Além do que se vê: jardim sensorial

Além das histórias de alunos e coordenadores do projeto, o segundo episódio de Ideias que Florescem apresenta uma parte especial do Jardim Botânico do Rio de Janeiro: o jardim sensorial.

Nesse espaço a ideia é estimular outros sentidos além da visão. Conforme Ulisses de Souza, educador do projeto, o jardim sensorial foi planejado pensando nas pessoas com deficiência. Alguns diferenciais são canteiros são mais altos e o piso tátil, além de placas informativas em braile. Com esse exercício da inclusão, o Jardim Botânico faz um exercício educacional, uma vez que há a possibilidade de todo o público pode criar uma intimidade maior com as espécies que estão lá. 

Ajude o Projeto Pró-Florescer

Gostou desse episódio de Ideias que Florescem? Ajude você também a florescer essa ideia. Sua doação pode fazer com que mais jovens sejam atendidos pelo projeto Pró-Florescer. Clique aqui e saiba como apoiar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA *